Com foco na redução de custos para suas associadas, entidade aposta nas vantagens e na praticidade do Ensino a Distância

Integrantes do Comitê de Desenvolvimento Humano da Abracorp e do departamento de RH das agências de viagens associadas se reuniram, na tarde da última quinta-feira (25), no Novotel Center Norte. O encontro teve como um de seus objetivos reforçar o interesse da entidade nas capacitações online.

Apostando na agilidade e no sucesso do Ensino a Distância para agregar qualidade aos profissionais que atuam no trade turístico, a associação tem submetido às suas associadas alguns “projetos-piloto”, visando o aprimoramento dos cursos. Dentre os tópicos levantados pelos participantes, o destaque foi para o treinamento dedicado ao aprendizado do idioma inglês, estruturado para pessoas com nível próximo ao intermediário, enquanto a grande maioria não domina o básico.

A expectativa é de que os treinamentos online sejam lançados, oficialmente, em âmbito nacional, já no mês de maio. “Existe um cuidado muito grande por parte da entidade no que diz respeito à qualificação dos profissionais que integram o setor de viagens de negócios. Estas capacitações estão sendo desenvolvidas com base em duas premissas: custos mais baixos e extensão do projeto para agências localizadas fora da cidade de São Paulo” ressaltam Gervasio Tanabe, diretor Executivo da Abracorp.

O encontro foi, ainda, palco de apresentação do resultado da pesquisa “Padronização do RH das agências Abracorp”, desenvolvida pela diretoria Executiva e pelo Comitê de Desenvolvimento Humano da entidade. Contando com a participação de quase 70% das associadas, o estudo contemplou as principais características das iniciativas de RH das empresas, a fim de verificar os pontos que podem ser aperfeiçoados e, consequentemente, elevar o índice de produtividade dos colaboradores.

Cris Cintrão e Luciana Franco, da Improve, empresa especializada em oficinas comportamentais, encerraram a reunião discorrendo sobre os desafios do departamento de RH, sobretudo no que concerne à importância do reconhecimento por parte dos líderes. “O RH tem que saber ler aquilo que não está sendo dito”, afirmou Chris.

Além disso, as executivas apontaram o papel fundamental que o brainstorm exerce em uma empresa e as diferentes maneiras de se incentivar os colaboradores a participar dos processos sem que se sintam expostos.