portugal

O fim do ano se aproxima e com ele, a convenção de final de ano da ABRACORP. E nesse ano, pela primeira vez será na Europa. Ela acontece de 1 a 4 de dezembro, numa das mais belas e a mais brasileira das cidades europeias, LISBOA, em Portugal.

Com o patrocínio da TAP, HOTEL DOM PEDRO e apoio da  SCHULTZ OPERADORA , a convenção desse ano reveste-se de um valor mais importante ainda, pois lá será discutido o planejamento estratégico da entidade para os próximos anos. O planejamento estratégico tem vínculo direto com os negócios das próprias associadas ABRACORP, e por isso a sua importância, está sendo desenhado tendo como base as alavancas de valor, compiladas em quatro pilares macros que tem impacto direto em toda a cadeia produtiva de viagens, os associados, os comitês temáticos, a comunicação e a capacitação. Por isso, essa convenção terá uma relevância extremamente importante, na medida em que ela será a guia-mestra dos caminhos que a entidade irá percorrer a partir de 2017. Esse trabalho está sendo realizado pela KPMG.

Questões centrais como clientes e canais, produtos e serviços, infraestrutura e tecnologia, governança, pessoas e cultura e a criação de um dashboard com métricas claras de gestão dos processos e projetos que serão conduzidos a partir de jan/17 serão a pauta principal durante a convenção.

Outro ponto muito importante serão os novos indicadores que a ABRACORP disponibilizará a partir de jan/17, além das informações tradicionalmente divulgadas há 5 anos, agora os indicadores serão base de um BI ABRACORP, com informações que poderão oferecer muito mais que participação de mercado aos associados e fornecedores, mas um amplo cardápio de dados gerenciais como  tipos de tarifas por cabines, par de cidades, período de estadia, destinos, entre outras informações muito relevantes para um propiciar um consistente estudo de benchmarking e de tendências.

Como sempre acontece, as parcerias foram fundamentais para que pudéssemos escolher LISBOA como sede da convenção deste ano. O país e, naturalmente, LISBOA, buscam a consolidação no cenário mundial dos destinos corporativos, com investimentos em equipamentos e infraestrutura para a realização de pequenos, médios ou grandes eventos, corporativos ou não. Parte fundamental para a escolha de destinos, sabemos, são as ligações aéreas, e nisso a TAP PORTUGAL está muito bem situada no Brasil, com operações à partir de 10 cidades no Brasil para LISBOA e PORTO. E o segmento corporativo entrou, literalmente, na pauta da TAP e será um dos objetivos para 2017 para a companhia aérea.

Segundo Bernardo Cardoso, diretor do Turismo de Portugal, em São Paulo –  “Com esta parceria com a ABRACORP (Associação Brasileira de Viagens Corporativas), que é referência no segmento corporativo, pretendemos apresentar Portugal como uma opção válida para os seus associados e clientes.”

Conhecido por ser um dos melhores destinos de lazer na Europa, o país vem se destacando também cada vez mais em um outro segmento: o turismo de negócios e eventos. Para se ter uma ideia, o MICE superou, em 2015, o turismo do segmento “sol e mar”, de acordo com a Associação da Hotelaria de Portugal (AHP).